Notícias

18 de março de 2015 - 08:32

PEC das demarcações indígenas é instalada; Deputado Valdir Colatto é sub-relator

PEC das demarcações indígenas é instalada; Deputado Valdir Colatto é sub-relator

A Câmara dos Deputados instalou hoje a Comissão Especial destinada apreciar e a proferir à Proposta de Emenda Constitucional 215/2000, que submete ao Congresso Nacional a decisão sobre a demarcação de terras indígenas.
Na primeira reunião, os parlamentares elegeram o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT) para presidente, o 1º vice-presidente deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), o 2º vice-presidente Bilac Pinto (PR-MG) e 3º vice-presidente deputado Luiz Nishimori (PR-PR). O deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) será o relator da matéria e o deputado Valdir Colatto (PMDB-SC) é o sub-relator.

Inicialmente os parlamentares decidiram abrir o debate, promovendo audiências públicas para ouvir todos os setores da sociedade civil envolvidos na PEC, por um período de até três meses e, em seguida, apresentar o relatório final.

Atualmente, cabe a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) emitir um laudo acerca das demarcações de terras. Na opinião do deputado Valdir Colatto, que também é coordenador da Comissão de Direito de Propriedade da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o Poder Legislativo é quem reúne a competência para fazer as demarcações das terras de maneira democrática. “Hoje, o índio reivindica um pedaço de terra a FUNAI, que em seguida, apresenta laudos favoráveis, muitas vezes fraudados em favor dos indígenas, sem saber se as terras são produtivas e pertencentes a um produtor rural. Por isso, é importante que se transfira a responsabilidade para o Legislativo, pois assim teremos a prerrogativa para escutar o lado dos agricultores, pecuaristas e indígenas para decidir de maneira justa para acabar de vez com os conflitos entre índios e produtores”, disse.

De acordo com o relatório apresentado na legislatura passada, o texto prevê que a demarcação de terras seja feita por lei aprovada pelo Congresso, oriundo de projeto de iniciativa da Presidência da República. Pela proposta, caberá ao Executivo elencar os levantamentos e estudos antropológicos, identificação da etnia e propor a delimitação da área indígena. “O Congresso faria a deliberação e, em caso de aprovação, caberia ao governo federal à demarcação da terra”, explicou Colatto.

O parlamentar catarinense afirmou que os maiores problemas com as demarcações de terra se encontram concentrados nas regiões Sul e Centro-Oeste. “É muito importante que se faça um estudo aprofundado sobre quais são as verdadeiras terras que habitam os povos indígenas para não correr o risco do homem do campo ser prejudicado e perder sua lavoura, seu plantio, seu pasto para tribos indígenas que visam apenas usurpar da terra dos outros”, enfatizou Colatto.

O relatório anterior obriga o governo a indenizar produtores rurais que tenha a terra desapropriada.
Na semana passada, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se comprometeu em participar de algumas reuniões semanais da bancada ruralista na Frente Parlamentar da Agropecuária para acompanhar os trabalhos da Comissão Especial.

Rádio Colatto

Modernização da Lei Trabalhista

Rádio Colatto Online
Horário de Verão
Modernização Trabalhista
AGRO é pop
Esclarecimentos sobre o Projeto de Lei de Política Nacional de Fauna  - (PL 6268/2016)
Medidas Contra a Corrupção
Lei 13.288/2016
PEC 215
Informativo
Cartilha Nova Lei dos Motoristas
Código Florestal Brasileiro