Notícias

11 de março de 2015 - 07:50

Governo resiste à queda do óleo diesel e deputado Colatto defende como solução

Governo resiste à queda do óleo diesel e deputado Colatto defende como solução

Caminhoneiros autônomos, representantes dos transportadores, embarcadores, empresários do setor, associações, sindicatos e o governo federal promoveram a primeira reunião, em Brasília, após o fim da paralisação nas rodovias federais e estaduais, para debater e criar grupos de trabalho com as principais propostas da categoria.

De acordo com a pauta da reunião, ficou encaminhado que os caminhoneiros serão divididos em três grupos intersetoriais. O primeiro ficará responsável pela formatação da tabela mínima de frete, o segundo vai trabalhar a regulamentação da lei dos caminhoneiros — que foi sancionada no início do mês —, e o terceiro discutirá assuntos relacionados à isenção de tarifas do cartão frete, pagamento eletrônico do frete, pontos de parada e outros assuntos.

Para o deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC), que desde o início é um dos interlocutores entre a categoria e o governo federal, disse que a mesa permanente representa um avanço no diálogo, mas é insuficiente para superar a crise nos transportes. “O ponto central é a questão do preço do diesel. O governo subiu o PIS/Confins para R$ 0,22 centavos por litro. Isso representa um aumento médio de R$ 2.200 por caminhão mês, o que inviabilizou o transporte. Logo, é preciso que o governo faça um ato político e retire esses impostos até chegar a uma solução para o setor”, destacou.

O parlamentar catarinense afirmou que uma nova paralisação da categoria pode trazer sérios prejuízos a toda cadeia produtiva. “A agricultura e o produtor rural não suportam mais uma nova greve dos transportes. Ela foi a grande prejudicada e o abastecimento da comida que chega a mesa das famílias brasileira corre risco de faltar em todas as regiões do País, caso o preço do óleo diesel não seja revisto e as propostas dos caminhoneiros atendidas imediatamente. Ninguém quer passar pelo sufoco da falta de produtos básicos para atender a população. O governo tem que apresentar uma solução de vez para o impasse”, enfatizou Colatto.

Uma nova reunião foi marcada para o dia 26 de março, na sede da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), para apresentação dos resultados dos trabalhos de cada grupo intersetorial.

 

Frente Parlamentar da Agropecuária

O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), esteve presente na reunião semanal da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e assumiu o compromisso ao lado da Frente para pressionar o governo em reduzir o preço do óleo diesel. “O governo precisa buscar outras fontes de receita que não onere o combustível e impostos que incidam sobre o transporte de cargas e de passageiro. Só assim a categoria será contemplada e o risco de novas paralisações se afasta”, concluiu Valdir Colatto.

Esclarecimentos sobre o Projeto de Lei de Política Nacional de Fauna  - (PL 6268/2016)
Medidas Contra a Corrupção
Lei 13.288/2016
PEC 215
Informativo
Cartilha Nova Lei dos Motoristas
Rádio Colatto Online
Código Florestal Brasileiro