Notícias

1 de outubro de 2015 - 10:19

Colatto é contra nova tributação de vinhos

Colatto é contra nova tributação de vinhos

Brasília, 1º de outubro de 2015 – O deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC) manifestou seu apoio aos produtores de vinhos com o posicionamento contrário a aprovação da Medida Provisória (MPV) 690/2015. O texto enviado pelo Poder Executivo determina que o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre o vinho e bebidas destiladas passará a ser calculado com uma alíquota sobre o valor do produto. Com a alegação de simplificar a tributação do setor, o governo objetiva onerar ainda mais as empresas, cooperativas e produtores de vinhos e bebidas destiladas.

Para o deputado Colatto, “o aumento abusivo na cobrança do tributo pode inviabilizar a produção nacional, gerando ainda mais desemprego”. No caso do setor cooperativista, a perspectiva é que muitos produtores deixarão de produzir a matéria prima, pela inviabilidade para a industrialização da bebida. “Isso pode gerar prejuízos não só para a cooperativa e seus cooperados, mas também à comunidade, que em muitos casos depende da economia gerada na região”, destacou o parlamentar catarinense.

Como exemplo do impacto da proposta nas cooperativas de Santa Catarina, que produzem alguns dos produtos relacionados na MPV 690/2015, o reflexo real é que alguns vinhos terão um aumento de mais de 200% no valor do IPI, e que consequentemente será repassado ao preço de venda do produto. “Qualquer aumento de tributo no atual momento da economia do país é inadmissível, pois acabam gerando desemprego e afetando ainda mais a economia do país”, ponderou Colatto.

Rádio Colatto

Suspensão da importação de leite do Uruguai

Rádio Colatto Online
Horário de Verão
AGRO é pop
Esclarecimentos sobre o Projeto de Lei de Política Nacional de Fauna  - (PL 6268/2016)
Medidas Contra a Corrupção
Lei 13.288/2016
PEC 215
Informativo
Cartilha Nova Lei dos Motoristas
Código Florestal Brasileiro